posts recentes

Feist no Royal Albert Hal...

Boris é o mais divertido ...

100 anos de Ian Fleming n...

Britânicos relembram ataq...

Ver passar os barcos

Goth Rock regressa ao pal...

Londres festeja cultura d...

Ricardo Afonso...um genuí...

Greve nos Oscars, nova es...

...

arquivo

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Correio

e-mail
Sábado, 30 de Junho de 2007

Noites higiénicas chegam a Londres

Finalmente! Finalmente será possível sair à noite em Londres sem correr o risco de nevoeiro nocturno, finalmente será possível ir a um bar sem correr o risco de ficar sem voz ao final de três quartos de hora! E mais importante, finalmente o fim da ressaca do tabaco dos outros! Inglaterra junta-se este fim de semana ao grupo de países livres de tabaco e, enquanto que 10 milhões de britânicos contestam a decisão que os obrigará a sair à rua nas gélidas noites inglesas para um solitário fagg ", todos os outros - nós, os não fumadores - vêm finalmente chegar o dia da Liberdade! O tradicional Pub inglês irá, no entanto, ter que se habituar à ideia de que, a partir de agora, o ambiente de fumo e nevoeiro poluído deixará de existir. Mas não são apenas Pubs que serão afectados pela nova lei, a proibição do tabaco aplica-se a quase todos os espaços fechados, incluindo bares, discotecas, restaurantes, lojas e fábricas, libertando todos os locais de trabalho do vício do tabaco.
por JN às 13:34
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Mary a 3 de Julho de 2007 às 15:06
"todos os outros - nós, os não fumadores - vêm finalmente chegar o dia da Liberdade!" - não achas um pouco demais?
Noite higiénicas? Provavelmente passarás a evitar as ruas cheias com pessoas a fumar...
De Xano a 15 de Julho de 2007 às 12:42
Ainda bem que finalmente decidiram banir fumar em sítios públicos. Eu, deixei de fumar há 2 meses. Estou finalmente livre desta praga. Não sendo a favor de nenhuma descriminação estou bastante contente com esta medida. Ainda mais, ainda fumador fui testemunha desta iniciativa em Itália aquando da minha estadia por lá durante 2005. Até os fumadores agradecem já que estes não gostam de fumar passivamente. Portugal infelizmente continua atrasado e a atrasar-se cada vez mais nestas questões fulcrais.
De Sílvia Pinheiro a 23 de Setembro de 2007 às 13:37
Se calhar convinha chamar as coisas pelos nomes certos!!! Não será antes:
discriminação, sub.feminino:

1. acto ou efeito de discriminar; separação; destrinça;

2. capacidade de estabelecer diferenças claramente; discernimento; distinção;

3. acção de tratar pessoas ou grupos de pessoas de forma injusta ou desigual, com base em argumentos de sexo, raça, religião, etc.; segregação;

discriminação positiva medida ou conjunto de medidas de excepção destinadas a prevenir ou eliminar formas de discriminação e/ou a compensar desvantagens resultantes de atitudes e estruturas discriminatórias vigentes, promovendo assim a igualdade de oportunidades;


discriminação racial atitude de segregação relativamente a uma raça ou etnia;


(Do lat. discriminatióne-, «id.»)
De Silvia Pinheiro a 23 de Setembro de 2007 às 13:17
Eles não usam óculos porque vêem bem. - do verbo "ver"



Eles vêm de autocarro, porque o carro avariou. - do verbo "vir"

a língua portuguesa tem destas coisas! ;)

Comentar post


Pesquisar no blog

 

Maio 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds