posts recentes

Feist no Royal Albert Hal...

Boris é o mais divertido ...

100 anos de Ian Fleming n...

Britânicos relembram ataq...

Ver passar os barcos

Goth Rock regressa ao pal...

Londres festeja cultura d...

Ricardo Afonso...um genuí...

Greve nos Oscars, nova es...

...

arquivo

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Correio

e-mail
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Feist no Royal Albert Hall

Os ingredientes estavam todos presentes. Feist por si só é garantia de qualidade. A canadiana que ganhou fama através e um anuncio da Ipod, não só tem uma das mais impressionantes vozes da actualidade mas conjuga ainda uma invulgar presença com uma conotação artística rara de ver nos dias de hoje. Uma refrescante interpretação quase a solo por grande parte das quase duas horas de concerto não deixaram lugar para dúvidas e, a inexistência de ecrãs gigantes pode incomodar alguns mas, para aqueles que ali estavam pela música e não pelos bonitos olhos da menina, a opção da banda foi um agradável refúgio ao mundo da televisão no qual nos submergimos. E que melhor lugar que não o Royal Albert Hall...a mais famosa sala de espectáculos de Londres não o é sem motivos. Renovada e pronta a receber artistas como Feist (que no passado para entrarem na sala teriam de se sentar na audiência como outro comum mortal, a circular arena, apresenta não só uma das mais esplendorosas decorações mas é ainda considerada a melhor acústica do Reino Unido. E Feist esteve bem a altura da responsabilidade. A autora de "1234" e de "Feel it all" cantou e encantou e utilizou todas as possibilidades de uma sala que se encheu de um público desinibido. Feist passará pelo Coliseu do Porto a 10 de Junho e pela Aula Magna em Lisboa a 11.
por JN às 10:00
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Boris é o mais divertido de sempre

 

Ainda agora foi eleito como Mayor de Londres mas Boris Johnson já está a conquistar novos votos. Desta vez o escrutínio não foi, no entanto para um cargo mas antes para escolher o político mais divertido no Reino Unido. A concorrência não era a melhor mas, ainda assim, o político conhecido por não conter quaisquer comentários que lhe ocorram, ficará certamente contente ao descobrir que uma frase sua foi escolhida como a mais divertida a sair da boca de um político nos últimos cinquenta anos. Quando questionado por uma criança sobre a sua intenção de subir a Downing Street, a resposta de Boris foi: "Eu tenho tantas hipóteses de me tornar primeiro-ministro como de ser decapitado por um bumerangue ou de encontrar encontrar o Elvis".

A escolha foi feita por 2500 pessoas inquiridas pelo canal de televisão UKTV.Quase um quinto escolheu a frase de Boris como a expressão política mais cómica enquanto que o antigo vice-primeiro-ministro, John Prescott, assinou a segunda frase mais votada. Margaret Thatcher também entra na lista com a célebre frase: "Eu sou extraordinariamente paciente, desde que, no final, leve a melhor".

por JN às 13:41
link do post | comentar | favorito
|

Pesquisar no blog

 

Maio 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds